Previous
Next
Previous
Next

Agente de Cristiano Ronaldo se reúne com dirigentes da Juventus

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

A novela Cristiano Ronaldo continua ou não na Juventus prossegue firme e forte. Jorge Mendes, agente do craque português, está em Turim reunido com dirigentes da Velha Senhora para discutir uma possível, porém complicada transferência para o Manchester City.

Mas não somente para isso. De acordo com o jornal “La Gazzetta Dello Sport”, Mendes, um dos empresários mais poderosos do mundo do futebol, aproveitou a “viagem” para negociar o meia português Ruben Neves, do Wolverhampton, com a Juventus, que pode ceder o meia galês Ramsey e mais uma quantia em dinheiro pelo atleta.

Sobre Cristiano Ronaldo, que após um susto no treino da última quarta-feira ao sair sentindo uma lesão no braço trabalhou normalmente na manhã desta quinta, Jorge Mendes tenta convencer os dirigentes da Juventus a baixarem a pedida de 25 milhões de euros (R$ 153 milhões) para liberar CR7 para o City. O camisa 7 ainda tem um ano de contrato com a equipe de Turim.

Segundo o portal “The Athletic”, o técnico Pep Guardiola já deu o aval para contratação, pois, com a permanência de Kane no Tottenham, ele precisa de um homem-gol para o lugar de Agüero. E, obviamente, CR7 se encaixa perfeitamente nesse perfil. E, de acordo com o jornal “As”, o craque também já teria um acordo com o Manchester City para assinar por duas temporadas por um salário de 15 milhões de euros anuais.

A Juventus já trabalha também com essa possibilidade de perder Cristiano Ronaldo, que chegou ao clube em 2018. Para o seu lugar, os bianconeri estão considerando alguns substitutos nomes como Mauro Icardi (PSG), Luka Jovic (Real) e Moise Kean (Everton). Além de Gabriel Jesus, caso o City aceite incluí-lo na negociação por CR7.

A janela de transferências europeia se fecha na próxima terça, dia 31 de agosto.

Ídolo do Manchester United, onde chegou em 2003 e permaneceu até 2009, conquistando uma Liga dos Campeões e ganhando o primeiro prêmio de melhor do mundo na carreira, Cristiano Ronaldo poderia ser uma estrela que aumentaria ainda mais a rivalidade velada entre PSG e Manchester City. Com a chegada de Messi ao clube de Paris, que tem financiamento do governo do Catar, ter CR7 como grande estrela do City seria uma resposta e tanto por parte dos Emirados Árabes – país que tem relações conturbadas com os cataris e é responsável pelo dinheiro injetado no time inglês.

Em meio às especulações que começaram há algumas semanas, Cristiano Ronaldo só se manifestou publicamente sobre sua situação quando o “Marca” publicou que ele gostaria de voltar ao Real Madrid – no mesmo dia que o “Corriere dello Sport” relatou o oferecimento ao City por parte de seu empresário. Na ocasião, ele escreveu um longo texto pedindo respeito e dizendo que seguiria trabalhando em silêncio.

Enquanto isso, CR7 segue treinando com a Juventus em Turim. No último domingo, ele começou o duelo contra a Udinese no banco de reservas de forma surpreendente, e o clube apontou que era uma escolha técnica. O astro foi a campo na etapa final e chegou a balançar as redes nos acréscimos, em lance que viria a ser anulado pelo VAR. A Juve saiu de campo com um empate em 2 a 2.

ge