Anterior
Próximo
Anterior
Próximo

Auditor fiscal da PB é preso suspeito de extorquir empresários

Um auditor fiscal da Secretaria da Fazenda da Paraíba (Sefaz) foi preso nesta terça-feira (17), suspeito de extorquir empresários da Grande João Pessoa.

Segundo denúncias, o servidor público estadual, no exercício das funções, exigia vantagem financeira em troca de não realizar autuações fiscais, prática que configura o crime descrito no artigo 3º, inciso II da Lei 8.137/90, com pena de reclusão de três a oito anos.

O secretário da Fazenda do Estado, Marialvo Laureano, disse que houve duas denúncias com “provas robustas” dos crimes cometidos e o servidor foi preso de forma preventiva e afastado das atividades.

Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão, expedidos pela Comarca do Conde por prática de crimes funcionais contra a Ordem Tributária.

A operação batizada de ‘Desvantagem’ foi deflagrada pelo Grupo Operacional de Atuação Especial de Combate à Sonegação Fiscal (GAESF-PB) com o objetivo de interromper práticas de extorsão cometidas por agentes públicos contra empresários da Grande João Pessoa.

Portal Correio