Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next

Botafogo-PB empata com o Remo e se mantém próximo à zona de rebaixamento

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Com o Botafogo-PB precisando vencer para se distanciar da zona de rebaixamento e o Remo dependendo apenas de uma vitória simples para garantir a classificação de forma antecipada, era de se esperar que o duelo entre paraibanos e parense fosse bastante ofensivo e, até, cheio de gols. Mas não foi isso que se viu na noite desta segunda-feira, no Almeidão, na partida fechou a rodada #16 do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro. Belo e Leão ficaram no 0 a 0 e, com isso, pouca coisa mudou na tabela de classificação. E, no fim das contas, o resultado foi melhor para o time visitante.

PRIMEIRO TEMPO
Na primeira etapa no Almeidão, Botafogo-PB e Remo se alternaram no domínio da partida, mas sem, em momento algum, um dos dois se sobressair sobre o adversário ou criar chances realmente claras de gol. Pelo Leão, Eron deu trabalho a Felipe em chute de fora da área. Pelo Belo, Marcos Aurélio assustou o goleiro Vinicius em cobranças de faltas. Os goleiros se saírem bem melhor que os finalizadores, e os primeiros 45 minutos, mornos, terminaram sem as redes balançarem.

SEGUNDO TEMPO
Na segunda etapa, um pouco mais de criatividade e mais chegadas ao ataque de ambos os lados. Em alguns momentos, a partida fico lá e cá, com os goleiros fazendo boas intervenções, mas os erros no último passe e nas finalizações sendo os principais responsáveis pelo placar em branco. O Botafogo-PB foi levemente superior, tentando levantamentos na área, infiltrações pelo meio e chutes de longa distância, enquanto que o Remo investia em subidas rápidas ao ataque, aproveitando os espaços que o adversários deixava ao se lançar à frente. Mas não houve jeito. Nao era noite de gol no Almeidão.

OS TIMES
.

BOTAFOGO-PB: Felipe, Marcos Martins, Donato, Rodrigo e Mário; Vitinho, Juninho (Fernando Júnior), Everton Heleno (Rodrigo Andrade) e Marcos Aurélio (Higor Leite); Diego Rosa (Cristian) e Ramon (Marlon). Téc.: Evaristo Piza.

.

REMO: Vinicius, Ricardo Luz, Mimica, Rafael Jansen e Marlon; Charles (Júlio Rusch), Lucas Siqueira e Carlos Alberto (Gustavo Ermel); Eron (Salatiel), Felipe Gedoz (Wallace) e Eduardo Ramos. Téc.: Paulo Bonamigo.

COMO FICA A SITUAÇÃO
Com mais este empate sem gols – assim como aconteceu no jogo do primeiro turno -, quem se deu melhor foi o Remo, que chegou aos mesmos 27 pontos do Vila Nova, mas assumiu a vice-liderança do Grupo A. As duas equipes estão empatadas em pontos, em número de vitórias (7 a 7), em saldo de gols (8 a 8), em gols marcados (18 a 18), em número de cartões vermelhos (3 a 3), mas o time goiano recebeu mais cartões amarelos (44 a 38) e, por isso, é o time paraense que fica à frente na tabela de classificação. Já o Botafogo-PB, com esse tropeço em casa, agora tem 19 pontos, deu adeus às chances de classificação, e fica apenas dois pontos acima do Treze, que é o primeiro time na zona de rebaixamento.

O QUE VEM PELA FRENTE?
Na próxima rodada, o Remo visita o Manaus no sábado, e depois encerra sua participação na fase de grupos fazendo o clássico paraense com o Paysandu. Já o Botafogo-PB visita o Paysandu na próxima sexta-feira e recebe o Treze na última rodada, no Clássico Tradição.

 

ge