Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next

Campeonato Espanhol começa neste sábado com muitas dúvidas

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Começa neste fim de semana a 90ª edição do Campeonato Espanhol. A competição retorna só 54 dias depois do encerramento na temporada anterior. Mas esse é apenas um dos aspectos que fazem a liga de 2020/21 ser considerada uma das mais estranhas de todos os tempos. Será este o último ano de Messi no Barcelona? O Real Madrid não vai mesmo contratar um reforço sequer? Os estádios voltarão ou não a ter público? O calendário seguirá sendo motivo de discussão?

Como disputaram as fases finais de torneios europeus, Getafe, Real Madrid, Barcelona, Atlético de Madrid e Sevilla tiveram os jogos da primeira rodada adiados (ainda sem nova data).

Começa neste fim de semana a 90ª edição do Campeonato Espanhol. A competição retorna só 54 dias depois do encerramento na temporada anterior. Mas esse é apenas um dos aspectos que fazem a liga de 2020/21 ser considerada uma das mais estranhas de todos os tempos. Será este o último ano de Messi no Barcelona? O Real Madrid não vai mesmo contratar um reforço sequer? Os estádios voltarão ou não a ter público? O calendário seguirá sendo motivo de discussão?

Como disputaram as fases finais de torneios europeus, Getafe, Real Madrid, Barcelona, Atlético de Madrid e Sevilla tiveram os jogos da primeira rodada adiados (ainda sem nova data).

O Real Madrid do capitão Sergio Ramos, maior zagueiro artilheiro da história da liga, só vai estrear no dia 20 de setembro, contra a Real Sociedad. E a equipe de San Sebastián tem uma grande novidade para a temporada: o meia David Silva, que está de volta à Espanha depois de 10 anos no Manchester City. Ele é uma das 36 contratações que os 20 clubes fizeram até o momento – menos de duas para cada um. Sinais de tempos difíceis economicamente, por causa da pandemia de Covid-19.

Na janela de transferências de verão do ano passado, o investimento foi:

Premier League: 1,56 bilhão de euros
Serie A: 1,4 bilhão de euros
La Liga: 1,3 bilhão de euros
Bundesliga: 941 milhões de euros
Ligue 1: 837 milhões de euros

Uma década atrás seria inimaginável a saída de Lionel Messi do Barcelona. Esse pesadelo para a torcida quase se materializou em agosto. Até a La Liga se meteu no assunto. Mas o argentino decidiu ficar. Ele tem contrato com o clube até 30 de junho de 2021, e a diretoria afirmou que a reconstrução do time tem ele como pilar. Resta saber se o melhor jogador do mundo e o maior artilheiro do campeonato será capaz de salvar o Barça de mais uma crise, aos 33 anos.

Messi tem 444 gols e 175 assistências em 485 jogos pelo Barcelona no Espanhol. Ele foi sete vezes o artilheiro da competição.
O Barcelona perdeu o título na temporada passada ao não conseguir manter a liderança nos últimos 11 jogos. Foram embora Arthur, Rakitic e o técnico Quique Setién. Em meio ao “caos”, chegaram Pedri, Matheus Fernandes, Pjanic , Trincão e o técnico Ronald Koeman. Philippe Coutinho retornou do Bayern e deve ter mais espaço desta vez. Mas e Suárez? E Vidal? Mais dúvidas sobre o Barça de Messi. Ainda.

O seu primeiro jogo será só no dia 27 de setembro, contra o Villarreal.

Atlético de Madrid e Sevilla iriam se enfrentar logo na rodada de abertura, mas a partida foi adiada. O primeiro chegou até as quartas de final da Liga dos Campeões, e o segundo fez ainda melhor: conquistou a Liga Europa. Como em 2019/20, esses dois times são aqueles com as melhores chances de atrapalhar o duopólio Real-Barça.

 

Atlético de Madrid e Sevilla iriam se enfrentar logo na rodada de abertura, mas a partida foi adiada. O primeiro chegou até as quartas de final da Liga dos Campeões, e o segundo fez ainda melhor: conquistou a Liga Europa. Como em 2019/20, esses dois times são aqueles com as melhores chances de atrapalhar o duopólio Real-Barça.

 

Falando em sonhos, a volta do Campeonato Espanhol sem os quatro times de maior destaque não é exatamente a ideal. A competição terá três jogos neste sábado e quatro no domingo. A previsão antes era que começasse na sexta, com Granada vs. Athletico Bilbao. Porém, apenas 48 horas antes do apito inicial, o Comitê de Competições da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) proibiu partidas da primeira e segunda divisões às sextas e segundas. A liga promete recorrer da decisão.

 

Outro ponto polêmico é a mudança de critérios do árbitro de vídeo (VAR). As novidades são mais sobre as ações de toque de mão na bola. Lances com desvios acima da axila não serão penalizados, e as mãos acidentais em jogadas de gol só serão punidas se ocorrerem imediatamente no momento anterior. Se o árbitro tiver dúvida, terá de ir ao monitor. O VAR só vai intervir em decisões claramente erradas.

Pelo menos a liga e a federação entraram em acordo sobre o protocolo sanitário a ser seguido ao longo do campeonato. A regra de cinco substituições continua valendo. Entre as novas normas está a possibilidade de adiamento de uma partida para cada time, não depois da 30ª rodada. Os clubes têm até o dia 18 de setembro para apresentar um campo alternativo fora de sua comunidade autônoma. O critério do Ministério da Saúde de jogos com portões fechados segue em vigor.

Confira os jogos deste fim de semana:
Sábado (12/9)

Eibar x Celta de Vigo – 11h
Granada x Athletic Bilbao – 13h30
Cádiz x Osasuna – 16h

Domingo (13/9)
Alavés x Betis – 9h
Real Valladolid x Real Sociedad – 11h
Villarreal x Huesca – 13h30
Valencia x Levante – 16h

ge