Previous
Next
Previous
Next

Cansado do trânsito? Táxi voador será testado em 2022

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Se você perde muito tempo no trânsito e está cansado dos enormes congestionamentos, ainda mais em São Paulo, então imagine a praticidade de percorrer as rotas diárias de táxi voador. O sonho está cada vez perto de se tornar realidade e graças ao Stephen Fitzpatrick, presidente-executivo da britânica Vertical Aerospace. Ele afirmou que a aeronave de sua companhia estará voando ainda nesta década.

Alguns especialistas em aviação acreditam que a empresa está sim a caminho de consolidar o seu plano de um táxi voador com zero emissão de carbono e capaz de transportar quase que sem barulho quatro passageiros por uma distância de cerca de até 200 quilômetros.

Com isso, a marca de Fitzpatrick irá levantar 394 milhões de dólares em uma união com uma empresa de “cheque em branco” listada em Nova York e a transação deve ser concluída até o fim deste ano. Os investidores incluem grandes nomes como American Airlines, Avolon, Honeywell, Rolls-Royce e a unidade M12 da Microsoft.

Enquanto isso, Fitzpatrick revelou que os voos da Vertical do aeroporto Heathrow até a capital britânica levarão 15 minutos e custarão 50 libras (cerca de R$ 378 pela conversão atual) por passageiro. O táxi voador pode ser chamado de VA-X4 e começará os voos de teste no início de 2022.

carro voador elétrico VA-X4 estacionado
Modelo já foi negociado anteriormente com American Airlines. (Imagem: Divulgação/Vertical Aerospace)

A novidade é tentadora para os clientes e mais de mil aeronaves VA-X4 foram pré-encomendadas, principalmente porque o mercado de aviação está sob pressão de investidores que defendem a contenção da emissão de carbono.

Uma curiosidade é que Fitzpatrick teve a ideia brilhante em 2015, que foi quando ficou horas preso no trânsito de São Paulo. Além disso, os analistas estimam que há mais de 100 empresas trabalhando em veículos elétricos de pouso e decolagem verticais, a Eve (Embraer), por exemplo.

Fonte: UOL