Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next

Cícero Lucena é eleito novo prefeito de João Pessoa

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Cícero Lucena, do Progressista, foi eleito neste domingo (29) o novo prefeito de João Pessoa para os próximos quatro anos. Ao fim da apuração, ele teve 53,16% dos votos. Foram 185.055 votos no total.

O candidato derrotou Nilvan Ferreira, do MDB, que ficou em segundo lugar com 46,84% (163.030 votos).

A eleição em João Pessoa teve 15,164 votos brancos e 37,103 votos nulos.

 

Historia

Cícero Lucena Filho (São José de Piranhas, 5 de agosto de 1957) é um político brasileiro filiado ao Progressistas (PP).

Empresário da construção civil, foi presidente do Sinduscon de João Pessoa. Sobrinho do político paraibano Humberto Lucena, iniciou sua carreira política em 1990 quando foi escolhido para concorrer como vice-governador do PMDB na chapa encabeçada por Ronaldo Cunha Lima. A chapa venceu a eleição no segundo turno. Em 1994, com o afastamento de Cunha Lima para candidatar-se ao Senado, Cícero Lucena assume o governo do estado para o restante do mandato. Com 37 anos de idade, tornou-se o governador mais jovem a assumir o governo da Paraíba.

Em 1995 chefiou a Secretaria Especial de Políticas Regionais, então órgão do Ministério do Planejamento. Em 1996, disputou a prefeitura de João Pessoa, logrando êxito no segundo turno. Reelegeu-se em 2000, já no primeiro turno, com 74% dos votos válidos.

Em 2001 acompanhou Ronaldo Cunha Lima, que desfiliara-se do PMDB, e ingressaram no PSDB. Na campanha eleitoral de 2002, sua esposa Lauremília Lucena concorreu a vice-governadora na chapa liderada por Cássio Cunha Lima, que obteve a vitória no segundo turno sobre Roberto Paulino, do PMDB.

Enquanto ocupava o cargo de secretário estadual de Planejamento da Paraíba, foi preso em 21 de julho de 2005 pela Polícia Federal, acusado de chefiar uma quadrilha que foi desmascarada pela Operação Confraria.

Em 2006, foi eleito senador com 803.600 votos (48,25% dos votos válidos), derrotando seu maior rival, o então senador e candidato à reeleição Ney Suassuna.

Em 2012, Cícero foi indicado pelo PSDB como candidato a prefeito de João Pessoa para a eleição municipal deste ano, onde conseguiu chegar ao 2° turno do pleito como o segundo candidato mais votado no 1° turno com 75.170 votos (20,27% dos votos válidos). No 2° turno, foi derrotado nas urnas pelo candidato Luciano Cartaxo do PT que obteve 386.581 votos (78,13% dos votos válidos) contra seus 98.369 votos (21,87% dos votos válidos).

Em 2020, novamente se candidatou a prefeitura de João Pessoa.

Operação Confraria

Em julho de 2005, Lucena teve a prisão decretada e foi detido pela Operação Confraria da Polícia Federal, acusado de chefiar um grupo com outras sete pessoas que participaram de um esquema de licitações irregulares e desvio de verbas em obras. Os indiciados foram soltos, mas estão à disposição da justiça e da PF. Em 12 de novembro de 2019, Cícero Lucena foi inocentado pelo TRF da 5ª Região.

Em 9 de Setembro de 2020, o TRF5 suspendeu decisões do TCU e tornou Cícero Lucena elegível. O ex-prefeito da capital foi absolvido sob o fundamento de não ter sido demonstrada a intenção de causar dano ao erário ou beneficiar empresas contratadas, segundo o TRF5. O trânsito em julgado aconteceu em setembro de 2019.