Previous
Next
Previous
Next

Com gol do paraibano Matheus Cunha, Brasil vence Arábita Saudita nas Olimpíadas de Tóquio

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Na maior parte do tempo, não foi uma grande atuação da seleção brasileira, mas a vitória e o primeiro lugar vieram com os 3 a 1 do Brasil sobre a Arábia Saudita, com gols do paraibano Matheus Cunha e Alamri, no primeiro tempo, e dois de Richarlison, nos últimos 15 minutos da segunda etapa.

A seleção de Jardine aguarda o segundo lugar do grupo C, que tem, embolados, Espanha, Austrália, Argentina e até Egito na disputa pelas duas vagas.

O Brasil volta a campo no sábado (31), às 7h, novamente em Saitama, palco da vitória desta quarta-feira, contra os sauditas.

Como foi o jogo

Primeiro tempo

Com cinco defensores, a Arábia Saudita parecia que armaria uma muralha na frente da área e só. Mas não foi bem assim. Com Matheus Henrique na vaga de Douglas Luiz, a seleção brasileira teve dificuldade para criar em boa parte da primeira etapa.

O gol saiu aos 13 minutos, em cobrança de escanteio de Claudinho para Matheus Cunha, que fez seu 19º gol com André Jardine, o primeiro nas olimpíadas de Tóquio.

Mas a vantagem durou pouco mais de 10 minutos. Em cobrança de falta, Diego Carlos não alcançou, Alamri se antecipou a Daniel Alves e marcou de cabeça.

O Brasil perdeu duas ótimas chances com Antony, uma de cabeça em cruzamento de Arana e outra depois de boa jogada de Matheus.

Segundo tempo

Pressionados pelo gol de Costa do Marfim durante o segundo tempo contra a Alemanha, o que tiraria o primeiro lugar do Brasil com empate, a seleção brasileira foi ao ataque, com Malcom no lugar de Antony e mais liberdade para os avanços de Daniel Alves.

Matheus Cunha perdeu chance inacreditável depois de boa chegada de Matheus Henrique no ataque. O camisa 9 brasileiro bateu de primeira, no rebote, na trave. O gol de desempate saiu, enfim, em nova jogada de bola parada. Daniel Alves botou na área, Bruno Guimarães, esperto, tocou de cabeça e Richarlison desviou para o gol.

Nos minutos finais, Richarlison marcou mais uma vez, depois de ótima jogada entre Reinier e Malcom. O Pombo é o artilheiro das Olimpíadas, com cinco gols. Gignac, da França, tem quatro.

Dupla atraente
Foi bonito de ver o entendimento entre Malcom e Reinier no final da partida. Além da jogada do terceiro gol, a dupla criou outra chance perigosa com tabelas e investidas pelo lado direito. O ex-flamenguista, emprestado pelo Real Madrid ao Borussia Dortmund, também ajudou na armação de jogadas pelo centro do ataque.

Inspira cuidados

André Jardine vai ter trabalho para corrigir certa fragilidade defensiva da seleção brasileira nas jogadas aéreas. O Brasil já havia sofrido gol assim em amistoso contra Emirados Árabes Unidos, antes de Tóquio, e sofreu dois de três gols pelo alto em três partidas.

 

ge