Previous
Next
Previous
Next

Conheça o TIGER, novo carro conceito de quatro pernas da Hyundai

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Após a compra da fabricante de robôs Boston Dynamics, a montadora de automóveis sul-coreana Hyundai vem trabalhando com cada vez mais seriedade no desenvolvimento de seu conceito de “carro ambulante” de quatro pernas, que teve sua primeira versão revelada em 2019.

O TIGER, sigla em inglês para “Robô de Excursão Terrestre Inteligente Transformador”, é o segundo conceito construído pelo estúdio Ultimate Mobility Vehicles e o primeiro projetado para ser completamente autônomo e sem espaço para motorista ou passageiros.

O objetivo da Hyundai ao desenvolver este veículo é o de acessar locais remotos para missões de exploração científica e de ajuda humanitária, como missões para levar suprimentos médicos e alimentos para locais que passaram por desastres naturais.

Segundo a montadora, o TIGER tem quatro pernas e uma série de articulações, que devem imitar os passos de mamíferos e reptilianos, além de um sofisticado sistema de locomoção de pernas e rodas, controle direcional de 360 graus e uma gama de sensores para observação remota.

TIGER deve ter conexão com drones
Outra funcionalidade do TIGER é um sistema de conexão com drones, que poderão carregar o veículo até locais que sejam de inacessíveis por terra. Com suas pernas retraídas, o TIGER se tornará um jipe autônomo com tração nas 4 rodas.

O design do carro ambulante da Huyndai é fortemente baseado nos Mars Rovers, veículos enviados para missões em Marte, o que não é apenas uma opção estética, já que a montadora acredita que pode desenvolver o carro a ponto de torná-lo capaz de realizar missões em outros planetas.

Por enquanto, o TIGER é apenas um conceito e não há um compromisso da Huyndai de lançá-lo no mercado. Porém, existe uma torcida dos sul-coreanos para que “essa nova classe de veículos cresça rapidamente nos próximos anos” e os carros com pernas deixem de ser apenas conceitos e se tornem realidade em breve.

 

Via: The Verge