Previous
Next
Previous
Next

Entregador faz delivery a pé para manter família; vaquinha arrecada mais de R$ 50 mil

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Um homem foi filmado por policiais enquanto fazia entregas de comida a pé, durante a madrugada. O trabalhador é José Anderson, que vive na cidade de Caruaru, em Pernambuco. Para não deixar a família sem renda, o homem trabalha com o delivery, mesmo sem o auxílio de moto ou bicicleta.

Em uma reportagem do veículo local TV Jornal Interior, o homem relatou que fazia as entregas em uma motocicleta, que quebrou. Porém, Anderson não tinha dinheiro para consertar o veículo. Depois, o jovem passou a usar uma bicicleta emprestada. “Comecei a fazer entrega de bicicleta um bom tempo, só que depois disso o dono pediu de volta”, contou.

O entregador é casado com a costureira Estéfane Moraes, que está sem renda desde o início da pandemia. À reportagem, a mulher contou que, em alguns dias, a família não tem o que comer. “Você fica desesperada dentro de casa, sem saber o que fazer. É bem difícil”, disse emocionada.

Além da esposa, Anderson afirmou que faz todo o esforço pela filha de seis meses do casal. “Eu nunca vou deixar faltar nada para você, minha filha, e nunca vou deixar faltar o que comer dentro de casa”, garantiu.

Entregador de comida faz delivery a pé em Caruaru e vídeo viraliza

Um vídeo gravado por policiais que mostra um jovem fazendo entregas de comida a pé em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, viralizou nas redes sociais. José Anderson havia saído para trabalhar e chamou a atenção dos policiais do 1º BIESP por estar trabalhando a pé.

Publicado por TV Jornal Interior em Quarta-feira, 27 de maio de 2020

Mobilização da web

Após o vídeo que viralizou na web, filmado pelos policiais, os agentes ajudaram Anderson. Eles foram até a casa do entregador e doaram alimentos para a família.

Com a repercussão, mais pessoas quiseram ajudar. Por meio do site Razões Para Acreditar, uma vaquinha já arrecadou mais de R$ 50 mil para o jovem. Agora, o objetivo, além de garantir o sustento da família, é comprar a casa em que vivem, para que a família se livre do aluguel.