Previous
Next
Previous
Next

Ex-clube de Roberto Carlos e Eto’o fica ameaçado da falir na Rússia: “Está morrendo”, lamenta técnico

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Conhecido por contratar a peso de ouro jogadores como Roberto Carlos e Samuel Eto’o no início da década, o Anzhi Makhachkala está perto da falência. Após uma nova derrota no Campeonato Russo, agora diante contra o Akhmat Grozny (1-0), o técnico Magomed Adiyev fez um apelo às autoridades para salvar da falência o clube.

– O clube sofre, e esta palavra é amena demais. Ele está morrendo – afirmou o treinador nesta terça-feira.

Segundo a imprensa russa, o clube do Daguestão, república no norte do Cáucaso russo, tem uma dívida de 250 milhões de rublos (€ 3,5 milhões – ou R$ 15,4 milhões) e vem tendo dificuldades para encontrar patrocinadores. Inclusive, corre o risco de perder sua licença profissional.

Patrão briga com investidor, vende o Anzhi e deixa brasileiro sem rumo

Na época propriedade do bilionário russo Souleïman Kerimov, atualmente investigado na França por fraude fiscal, o Anzhi ganhou renome mundial em 2011 quando contratou por verdadeiras fortunas o camaronês Samuel Eto’o e o brasileiro Roberto Carlo para uma equipe treinada pelo holandês Guus Hiddink.

– Isso não dá uma boa imagem do Daguestão, decretar falência sem um motivo sério. Um clube com tanta tradição, com tantos jogadores famosos… – completou o atual técnico do Anzhi.

A seis jogos para o fim do campeonato, o Anzhi amarga a zona de rebaixamento na penúltima colocação. Na quarta-feira, enfrentará o CSKA, quarto.

 

 

 

ge