Previous
Next
Previous
Next

Ex-presidente da Coreia do Sul é condenada a 24 anos de prisão por corrupção

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

A ex-presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, foi condenada nesta sexta-feira (6) por um tribunal de Seul a 24 anos de prisão pelo seu envolvimento no caso de corrupção da “Rasputina”, que culminou com sua cassação em janeiro de 2017.

A sentença, que foi transmitida ao vivo pela TV, considera comprovada que a ex-presidente conservadora e sua amiga Choi Soon-sil, conhecida como a “Rasputina”, criaram um esquema para extorquir dinheiro de grandes empresas, como Samsung, Hyundai e Lotte.

“O presidente abusou do poder que foi dado a ela pelos cidadãos”, afirmou o juiz, que ressaltou ainda que sua sentença era necessária para se mandar uma mensagem para os próximos governantes do país. A procuradoria havia pedido 30 de prisão, de acordo com a CNN.

G1