Previous
Next
Previous
Next

Fluminense derrota River fora de casa com brilho de Fred e golaço de Nenê e avança como líder

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

O Fluminense viajou até Buenos Aires para enfrentar o River Plate no Monumental de Nuñez com a pressão de precisar do resultado para conseguir avançar na Conmebol Libertadores. E, contando com o brilho de Fred e gols de Caio Paulista, Nenê e Yago Felipe, venceu por 3 a 1 e garantiu a primeira colocação do grupo D. Girotti diminuiu.

O primeiro tempo foi todo do Tricolor. Depois de algumas boas chances, aos 22 minutos, Samuel Xavier tocou para Fred na intermediária, o camisa 9 avançou pela ponta direita e cruzou para a área, onde Caio Paulista desviou para o fundo do gol.

Pouco depois, aos 29, Fred brilhou de novo, deu belo passe por cobertura para Nenê e e o camisa 11 chegou batendo cruzado, com um sem pulo, para o fundo das redes de Armani, ampliando o placar.

E o Flu ainda chegou perto do terceiro gol, com uma cobrança de falta de Nenê no final do primeiro tempo e uma bola no travessão de Yago Felipe, já no início da etapa final.

Mesmo com a expulsão do zagueiro Maidana, o River Plate chegou a levar perigo ao gol de Marcos Felipe com chegadas pelo alto, principalmente em escanteios. Na reta final da partida, em uma bola na lateral, Girotti recebeu cruzamento rasteiro e desviou para o fundo das redes.

Nos acréscimos, a equipe brasileira teve calma, Yago recebeu belo passe na área e fechou o marcador, para espantar qualquer chance de tropeço.

Com a vitória, o Fluminense retomou a ponta do grupo D, se classificando na chave. O River Plate, com nove pontos, contou com o tropeço do Junior Barranquilla contra o Santa Fe para se classificar em segundo.

Flu e River agora esperam para conhecer seus rivais nas oitavas de final. O sorteio para definir os duelos acontece na próxima quarta-feira (2).

Os jogos das oitavas estão previstos para acontecer entre 13 e 15 de julho (ida) e entre 20 e 22 do mesmo mês (volta).

Craque do jogo: Fred
O atacante tricolor vem se destacando nesta Libertadores por ser o artilheiro da equipe na competição, com quatro gols. Nesta terça, porém, o camisa 9 foi garçom. Com excelente posicionamento e visão, usou da sua experiência para dar o passe para duas bolas na rede da equipe.

Foi mal: Maidana
Com o lance já parado, o zagueiro argentino deu uma cotovelada em Caio Paulista e acabou sendo expulso, já na segunda etapa, comprometendo o seu time.

As mexidas de Roger Machado

Depois das críticas às últimas atuações do time, o treinador tricolor promoveu quatro alterações na equipe: o retorno de Egídio na lateral-esquerda e as entradas de Samuel Xavier, Caio Paulista e Gabriel Teixeira. E as mexidas surtiram efeito, com o time conseguindo ser mais incisivo e rápido nos contra-ataques.

A estrela de Caio Paulista brilha mais uma vez

Se Caio Paulista já teve estrela ao entrar e marcar o gol da virada contra o Santa Fé, mais uma vez, seu anjo da guarda lhe ajudou. Iniciou o jogo decisivo e marcou o gol que abriu o placar.

História além da classificação

O Fluminense se tornou o segundo time brasileiro na história a conseguir vencer o Boca Juniors na Bombonera e o River no Monumental. Antes, somente o Cruzeiro tinha conquistado o feito, com triunfos sobre os Xeneizes em 94 e os Millonarios em 2015. A vitória do Tricolor contra o Boca ocorreu em 2012, com um 2 a 1 com gols de Fred e Deco.

Próximos jogos

Eliminado na Copa da Liga Argentina, o River Plate não terá partida no final de semana, enquanto o Flu encara o São Paulo na estreia do Campeonato Brasileiro.

Ficha Técnica
River Plate 1 x 3 Fluminense
GOLS: Girotti (River Plate); Caio Paulista, Nenê e Yago Felipe (Fluminense)

RIVER PLATE: Armani; Lecanda (Rojas), Maidana, Héctor Martínez e Casco; Peña, Simón (Matías Suárez), Carrascal (Palavecino) e De La Cruz; Borré (Girotti) e Julián Álvarez. Técnico: Marcelo Gallardo

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Samuel Xavier (Calegari), Nino, Luccas Claro e Egídio; Martinelli (Wellington), Yago Felipe e Nenê (Cazares); Gabriel Teixeira, Fred (Abel Hernández) e Caio Paulista (Luiz Henrique). Técnico: Roger Machado

espn