Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next

Google ainda exclui Samsung de lista de celulares recomendados para empresas

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Em fevereiro deste ano, o Google lançou um programa chamado “Android Enterprise Recommended”, uma lista de celulares Android que a empresa recomenda para clientes corporativos. Nesta terça-feira, 12, a lista ganhou mais modelos.

Em comum entre a lista original e a expansão anunciada nesta semana é uma ausência: a Samsung. Dos 37 aparelhos que o Google recomenda para empresas, nenhum é feito pela coreana, que é a maior fabricante de smartphones Android do mundo.
A lista original, com 22 aparelhos, tinha modelos da Motorola, LG, Huawei, Nokia, Sony e até da BlackBerry, além dos celulares feitos pelo próprio Google. Agora, entraram para o grupo dois tablets da Huawei e duas novas fabricantes: Sharp e Sonim.

Para fazer parte do programa, é preciso seguir uma série de exigências. O smartphone precisa rodar Android 7.0 ou superior; ter ao menos 2 GB de RAM e 32 GB de armazenamento; processador de pelo menos 1,4 GHz; e receber atualizações de segurança até 90 dias após a liberação das mesmas pelo Google.

Para as empresas cujos smartphones entram na lista, há uma série de vantagens: além de receber um certificado, elas também têm acesso a mais recursos de treinamento e suporte técnico do Google. Veja a lista atualizada de celulares recomendados abaixo.

BlackBerry: KEYone e Motion;

Google: Pixel, Pixel 2, Pixel XL e Pixel 2 XL;

Huawei: Mate 10, Mate 10 Pro, MediaPad M5, P smart, P10, P10 Plus, P10 Lite, P20 e P20 Pro;

LG: V30 e G6;

Motorola: Moto Z2 Force, Moto X4, Moto Z3 Play, Moto G6 e Moto G6 Plus;

HMD: Nokia 6, Nokia 3.1, Nokia 5.1, Nokia 7 Plus, Nokia 8 e Nokia 8 Sirocco;

Sharp: Aquos sense SH-01K;

Sonim: XP8;

Sony: Xperia XZ1, Xperia XZ1 Compact, Xperia XZ Premium, Xperia XA2, Xperia XA2 Ultra, Xperia XZ2 e Xperia XZ2 Compact.

 

Olhar Digital