Previous
Next
Previous
Next

Greve dos caminhoneiros amplia prazo de entrega de compra online em até 11 dias

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Lojas online já estão aumentando o prazo de entrega de produtos como consequência da greve dos caminhoneiros. Com muitas compras paradas em centros de distribuição, o atraso em algumas cidades pode chegar a 11 dias.

Ao G1, Maurício Salvador, presidente da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), disse que cerca de 1,5 milhão de encomendas estão paradas em centros de distribuição. A falta de veículos para realizar essas entregas faz com que os prazos aumentem em até sete dias em capitais, e 11 dias em outras partes do Brasil.

Segundo Salvador, é importante que empresas de e-commerce avisem os consumidores dos impactos da greve, para ajudar a administrar a ansiedade dos clientes.

Grandes sites de vendas como o Mercado Livre já sentem o impacto da falta de combustível nas entregas de produtos comercializados pela plataforma. Alguns desses serviços estão avisando clientes de que os prazos de entrega estão aumentando devido à greve.

A paralisação nacional também afetou alguns serviços dos Correios, e a empresa estatal suspendeu temporariamente algumas modalidades do Sedex – as que funcional com hora marcada, já que não há como garantir que a entrega será feita de acordo com o planejado.

 

OlharDigital