Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next

Guarda Civil celebra 29 anos promovendo cidadania e cuidado do patrimônio público da Capital

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Promover a cidadania, a ordem pública e cuidar do patrimônio municipal através de políticas públicas de prevenção às violências e a construção da cidadania de forma articulada e democrática com entidades parceiras, fomentando uma cultura de paz. São esses os objetivos da Guarda Civil Municipal de João Pessoa, que celebra 29 anos de fundação neste sábado (29). E são muitas as ações que envolvem a Guarda Civil Municipal, a exemplo dos Grupos de Ronda Escolar, de Apoio ao Turista e de Ação Ambiental e dos projetos Guarda Mirim, Ronda Maria da Penha, Operação Saúde Segura, João Pessoa Segura, Chega Junto e Teatro de Fantoches.

A corporação é composta atualmente por mais de 600 profissionais, dentre eles os mais de 330 que o prefeito Luciano Cartaxo convocou e deu posse, através de concurso público em 2014. Eles estão divididos entre o trabalho ambiental, motorizado, de bicicleta e nos cinco distritos em pontos fixos instalados na cidade. Os guardas atuam em rondas preventivas, gerenciamento de crises, segurança preventiva em eventos e na fiscalização das condutas municipais. Atualmente, a Guarda Municipal dispõe de 46 viaturas, distribuídas entre carros, motocicletas, van e o ônibus de videomonitoramento.

O secretário de Segurança Urbana e Cidadania, Sargento Dênis Soares, destacou a modernização dos equipamentos e também dos servidores. “São 29 anos exercidos de maneira exemplar por homens e mulheres que fazem parte da nossa Guarda Civil, que cuidam tão bem da nossa cidade. Por isso que a gente está sempre se modernizando, tentando fazer uma união entre a história e o futuro da Guarda para levar uma força de segurança moderna que João Pessoa precisa”, ressaltou.

Atualmente, o comandante da Guarda Civil Municipal é Diogo Guedes. Ele é pós-graduado em Direito e possui diversos cursos na área da Segurança Pública. “É um prazer fazer parte deste time. Sou Guarda Municipal concursado, comecei nas ruas e hoje estou no comando com a perspectiva de elevar o nome da corporação como força de segurança pública do município e trazer toda a evolução de ideias, com uma forma de trabalho moderna, humanizada e mais próxima do cidadão”, afirmou.

Uma dessas servidoras é a Diana Costa. Ela também é concursada, está há 5 anos na Guarda Municipal e vê como um desafio diário o trabalho nas ruas. “Trabalhar com segurança pública não é uma tarefa fácil, mas hoje a nossa Guarda Municipal está sempre em destaque. São vários os projetos desenvolvidos e estamos cada vez mais próximos da comunidade. Hoje, os cidadãos nos têm como amigos e isso faz com que sejamos agentes multiplicadores de cidadania”, disse.

Diana Costa também ressaltou o trabalho com a Ronda Maria da Penha, onde atua na fiscalização do cumprimento das medidas protetivas expedidas pelo Poder Judiciário. “Fazemos visitas tranquilizadoras para as usuárias desse projeto, além do monitoramento das áreas onde elas sinalizam onde podem ocorrer o descumprimento das medidas protetivas. É um trabalho de grande relevância que a gente abraça com um viés mais humanizado. E o novo comando também tem essa preocupação de formar em toda a tropa essa consciência sobre o que é o fenômeno da violência contra a mulher e como preveni-la e combatê-la”, falou.

A servidora também fez questão de frisar o empoderamento feminino dentro da instituição. “Independente da atividade, a gente não deixa de ser humano. A instituição é predominantemente masculina, então, não tem como não ter vestígios do machismo também aqui dentro. Mas, de uma forma ou de outra, a gente vai quebrando esse tabu e, como mulher, se sente muito privilegiada em poder ajudar outras mulheres. É o nosso diferencial aqui dentro. Fazemos uma atividade que não é fácil, mas buscamos dar esse toque feminino na nossa estética e nos nossos acessórios”, disse.

Números atuais – Nos primeiros seis meses deste ano, a atuação da Guarda na prevenção à violência e o combate às drogas no ambiente escolar já realizou 653 visitas preventivas, com palestras para alunos da rede municipal e 17 para crianças, através do teatro de fantoches.

Neste ano, foram 945 ocorrências atendidas e pessoas conduzidas à delegacia, auxiliando a Polícia Militar, por dano ao patrimônio público, invasão de propriedade, desordem, desacato, furto, roubo, prestação de socorro, agressão, ato libidinoso, tráfico de drogas, violência doméstica, ameaça, tentativa de homicídio e embriaguez ao volante. Além disso, a Guarda Municipal efetua resgates de animais e presta serviço de rotina que atende um plantão de 24h.

Monitoramento – A Guarda Civil Municipal também promove ações de monitoramento por vídeo no Centro da Cidade. A ação é parte de um convênio entre a Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania (Semusb) e o Governo Federal, por meio do Ministério da Justiça.

O trabalho faz parte do Programa ‘Crack é Possível Vencer’, um projeto que trabalha com usuários de crack e outras drogas. Há uma equipe de guardas municipais capacitados para atuar no projeto, que conta com quatro viaturas (dois carros e duas motos) e um ônibus de videomonitoramento, além de câmeras espalhadas pelo bairro do Centro, que é o foco do projeto.

Secom-JP