Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next

Jogos das Reeducandas reúnem 200 participantes em Mangabeira

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Aberta, nessa quarta-feira (20), a 6ª Edição dos Jogos das Reeducandas da Penitenciária de Recuperação Feminina Maria Júlia Maranhão, em João Pessoa no bairro de Mangabeira .

A solenidade foi marcada pela execução do Hino Nacional, desfile das equipes, juramento da atleta, acendimento do fogo simbólico e shows de dança e música. Quem declarou abertos os Jogos das Reeducandas 2019 foi a secretária executiva da Juventude, Priscila Gomes. A competição se encerra nesta sexta-feira (22).

O secretário de Estado da Administração Penitenciária, Sérgio Fonseca, foi representado pela diretora da penitenciária, Cínthya Almeida. Cerca de 200 mulheres que cumprem pena no presídio participam dos jogos nas modalidades voleibol, atletismo, futebol, cabo da paz, além de atividades recreativas. Os Jogos das Reeducandas acontecem, desde 2014, dentro das comemorações do Mês da Mulher. O evento é uma parceria das secretarias da Administração Penitenciária; Mulher e da Diversidade Humana, e Juventude Esporte e Lazer.

A secretária executiva da Juventude, Priscila Gomes, ressaltou que o Mês da Mulher este ano traz a campanha Sororidade. Destacou que essa palavra é muito importante, principalmente no contexto atual, diante de todas as desigualdades sociais com a mulher que sofre preconceito diário. “É importante a gente ressaltar a palavra sororidade que é compartilhar junto com a outra, dar a mão e não soltar”.

Priscila afirmou que é uma honra anualmente a Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer participar da realização dos Jogos da Reeducandas. “Para a gente é um momento enriquecedor, é um aprendizado principalmente pelos resultados que os jogos vão gerar, com alguns dias de lazer, de confraternização. Que vocês tenham confiança, que vocês tenham esperança e que possam perseverar e resistir para continuar”, afirmou.

De acordo com a diretora da Penitenciária Júlia Maranhão, Cínthya Almeida, “é visível a preocupação do Governo do Estado em oferecer e promover, dentro das unidades prisionais da Paraíba, atividades inclusivas e o esporte contribui com a ressocialização”. Em nome do secretário da Administração Penitenciária, Sérgio Fonseca, a diretora Cínthya Almeida agradeceu a parceria que existe há seis anos com a Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer e a Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana. Na ocasião, Cínthya foi homenageada pela Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer, e recebeu um troféu entregue pela secretária executiva da Juventude, Priscila Gomes.

Roberta Schultz, gerente executiva dos Direitos de LGBT, representou a secretária da Mulher e da Diversidade Humana, Gilberta Soares. “Nós acreditamos que essa atividade é importante para as pessoas que estão no sistema prisional porque os jogos são uma atividade de integração, trabalham o incentivo ao esporte nas unidades prisionais, então mexem com a saúde física e a autoestima delas. A ressocialização se faz de várias formas e uma delas é através do esporte e do lazer”. As atrações culturais envolvendo as reeducandas ficaram por conta da professora de dança Germana Dalia e do maestro Beto.

Secom-PB