Previous
Next
Previous
Next

Maradona morreu ‘abandonado’ por equipe médica, aponta relatório médico independente

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Diego Maradona, astro do futebol argentino, morreu “abandonado à própria sorte” por sua equipe de saúde, é o que aponta um relatório médico independente divulgado nessa sexta-feira (30). O levantamento foi feito à pedido do Departamento de Justiça da Argentina que tenta reconstruir os últimos momentos de Maradona.

No documento de 70 páginas, os peritos médicos afirmam que Maradona passou por um “período prolongado de agonia” e que ele teria recebido um “tratamento inadequado, deficiente e imprudente”.

O campeão do mundo tinha problemas de saúde graves e se recuperava de uma cirurgia cerebral quando morreu nos subúrbios da capital argentina em 25 de novembro de 2020.

Acusação de negligência
Relatos de que Maradona foi abandonado pelos amigos e não recebeu o acompanhamento médico adequado após uma cirurgia foram encaminhados à Justiça argentina no início de março.

Ao menos sete pessoas são acusadas de negligência, entre eles o neurocirurgião Leopoldo Luque e a psiquiatra Agustina Cosachov, além de um psicólogo e dois enfermeiros.

Segundo a imprensa argentina, áudios obtidos pelos investigadores indicam que a saúde de Maradona era a menor preocupação da equipe que o acompanhava.

 

ge