Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next

No duelo entre Cruzeiro e Flamengo, quais jogadores têm melhores currículos em Libertadores?

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Quanto pesa a experiência do jogador em Libertadores em um duelo decisivo da competição? Controle emocional? Atalhos para conquistar o resultado necessário? Saber a hora certa de defender e atacar? Tudo isso pode ajudar, somado, claro, à qualidade técnica, às estratégias de jogo e à raça, sem dispensar uma pitadinha de sorte. Para medir a rodagem dos jogadores de Cruzeiro e Flamengo, que definem nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Mineirão, quem avança às quartas de final, o GloboEsporte.com criou o “Experienciômetro da Libertadores”.

A regra é simples. O jogador de Cruzeiro ou Flamengo que tem no currículo uma conquista da Libertadores soma 6 pontos. Aquele que foi vice-campeão leva 5 pontos. Quem chegou à semifinal da Libertadores ganha 4 pontos. As quartas de final valem 3 pontos, as oitavas 2. Quem participou apenas da fase de grupos, agrega 1 ponto no “Experienciômetro” do time. Os estreantes em Libertadores nada ganham.

O time mineiro, que tem a vantagem por ter vencido o jogo de ida por 2 a 0, conta com mais jogadores com rodagem em Libertadores. Dois têm a taça na carreira, sendo que outros três disputaram a decisão. No Flamengo, apenas três já chegaram a uma final de Libertadores. Dois deles foram campeões.

CRUZEIRO

Fábio – 5 estrelas – Vice com o Cruzeiro em 2009
Edílson – 6 estrelas – Campeão com o Grêmio em 2017
Dedé – 3 estrelas – Quartas com o Vasco em 2012 e com o Cruzeiro em 2014 e 2015
Léo – 4 estrelas – Semifinal com o Grêmio em 2009
Egídio – 3 estrelas – Quartas com o Cruzeiro em 2014
Henrique – 5 estrelas – Vice com o Cruzeiro em 2009
Lucas Silva – 3 estrelas – Quartas com o Cruzeiro em 2014
Robinho – 6 estrelas – Campeão com o Santos em 2011
Thiago Neves – 5 estrelas – Vice com o Fluminense em 2008
Arrascaeta – 4 estrelas – Semifinal com o Defensor-URU em 2014
Barcos – 2 estrelas – Oitavas com a LDU em 2011 e com o Grêmio em 2013 e 2014

FLAMENGO

Diego Alves – 0 estrelas – Estreia na competição
Rodinei – 1 estrela – Fase de grupos com o Flamengo em 2017
Réver – 6 estrelas – Campeão com o Atlético-MG em 2013
Léo Duarte – 0 estrelas – Estreia na competição
Renê – 1 estrela – Fase de grupos com o Flamengo em 2017
Cuéllar – 1 estrela – Fase de grupos com o América de Cali em 2014 e com o Flamengo em 2017
Lucas Paquetá – 0 estrelas – Estreia na competição
Diego – 5 estrelas – Vice com o Santos em 2003
Éverton Ribeiro – 3 estrelas – Quartas com o Cruzeiro em 2014
Marlos Moreno – 6 estrelas – Campeão com o Atletico Nacional em 2016
Vitinho – 4 estrelas – Semifinal com o Internacional em 2015

 

 

 

 

 

Ge