Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next

Nordestão não vai ter representantes de Campina Grande pela 1ª vez em 2019

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

A Copa do Nordeste voltou ao calendário de competições da CBF em 2013 e a edição daquele ano acabou com o título do Campinense, que venceu o ASA de Arapiraca na decisão diante de um Estádio Amigão completamente lotado. Dali em diante, Raposa e Galo, Campinense e Treze, se revezaram como representantes de Campina Grande na disputa da competição regional fato que não vai acontecer em 2019 e vai ser a primeira vez que o Nordestão não vai ter um time da Rainha da Borborema na disputa.

Com a eliminação raposeira na fase preliminar do Nordestão do próximo ano, a cidade, que é a única da Paraíba a ter um time campeão da competição regional e também um dos membros fundadores da Liga do Nordeste, Campinense e Treze respectivamente, vai ter que acompanhar à distância a disputa do próximo ano, que vai ter o Botafogo de João Pessoa como o único representante do estado na Copa do Nordeste.

A ausência de um representante de Campina pode ser, em parte, creditada às mudanças que foram realizadas nos critérios de seleção dos participantes, que agora determina apenas uma vaga direta para a Paraíba, destinada ao campeão estadual. Como nos últimos dois anos, o vice-campeão é levado para uma fase preliminar e decide em um mata-mata se garante ou não a vaga para a fase de grupos.

Em 2018, essa vaga na fase preliminar acabou sendo alcançada pelo Treze, o que não aconteceu na seletiva para 2019, que teve o Campinense como representante do estado, eliminado pelo CRB de Alagoas. Além do prejuízo de não estar na disputa que reúne as principais equipes da região, fica também um prejuízo financeiro enorme para os clubes, que deixam de embolsar uma bela quantia repassada pela CBF aos envolvidos no Nordestão.

 

GloboEsporte