Previous
Next
Previous
Next

Palmeiras vai multar Patrick de Paula e afastá-lo por tempo indeterminado

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

O Palmeiras vai aplicar multa no salário de Patrick de Paula e afastar o jogador por tempo indeterminado por conta da ida do meio-campista a uma festa ontem (20) na zona leste de São Paulo. De acordo com apuração do blog, o atleta já conversou com a diretoria e confirmou a presença no evento ao lado de familiares, mas negou que outros jogadores estivessem no local. Recentemente, Lucas Lima foi multado pelo mesmo motivo.

O Palmeiras confirmou a apuração do blog e soltou nota oficial sobre o incidente com Patrick de Paula (veja mais abaixo). Essa será a segunda multa do meio-campista em menos de 24 horas. O jogador já havia sido comunicado que seria punido no seu salário por ter entrado em campo com um brinco na orelha na vitória sobre o América-MG. O incidente irritou profundamente diretoria e comissão técnica.

Conforme também apurou o blog, Patrick havia sido avisado por duas pessoas diferentes que aquilo era proibido, mas ele ignorou os alertas. Enquanto tentava tirar o brinco, o jogador ficou fora por cerca de 5 minutos, deixando o time com dez jogadores. Quando teve autorização do juiz, ele foi empurrado por um auxiliar de Abel Ferreira para dentro de campo. Patrick já tinha tido problemas de comportamento em novembro do ano passado, quando chegou atrasado a alguns treinos e acabou perdendo espaço no time titular. Naquela ocasião, a resolução dos problemas foi feita apenas internamente.

Veja a nota oficial do Palmeiras Lamentavelmente, o Palmeiras se deparou com um novo caso de quebra de protocolo sanitário por parte de um de seus atletas. Desta vez o episódio envolveu Patrick de Paula. Da mesma forma com que tratou a situação envolvendo o jogador Lucas Lima, o clube aplicará as sanções administrativas máximas determinadas pelo seu regulamento interno. Ambos os atletas ficam afastados dos treinamentos até determinação do Departamento de Futebol. Lamentamos que casos de falta de empatia e de responsabilidade ainda ocorram em um momento tão difícil para a sociedade. São atitudes inadmissíveis e que receberão o devido tratamento.

uol