Previous
Next
Previous
Next

Premier League pode ter solução com 92 jogos em 60 dias em campo neutro

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Por enquanto, é apenas mais uma ideia, mas boa. Porque todas as soluções, mesmo excepcionais e fora de contexto em condições de normalidade, se visarem a terminar os torneios que começaram serão positivas, especialmente se tiverem consenso. Se nenhum clube quiser puxar a brasa para a sua sardinha.

A ideia agora é fazer pré-temporada dos clubes ingleses em maio e realizar os 92 jogos restantes da Premier League em duas sedes fixas, no Midlands e em Londres, com os times enfrentando-se em campo neutro e possivelmente com portas fechadas.

Jurgen Klopp e Josep Guardiola, treinadores do Liverpool e Manchester City, respectivamente, já se demonstraram contrários aos jogos sem torcida. Pode ser uma emergência.

A partir do final de maio, com todos os jogadores testados para a Covid-19, os times ficariam confinados em hotéis das regiões onde jogarão começariam a maratona para definir o campeão, os classificados para as competições europeias e os rebaixados.

Assim como a ideia aqui apresentada ontem do técnico português André Villas Boas, de abrasileirar o calendário europeu e jogar de janeiro a novembro até a Copa do Mundo do Catar, em 2022, este é um embrião. Mas pode ser uma solução melhor do que tornar a temporada nula, o que mataria o aspecto esportivo de uma temporada que está quase vencida pelo Liverpool.

ge