Previous
Next
Previous
Next

Rafael Ilha e esposa são condenados por tráfico de armas

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

O cantor e ex-integrante do grupo Polegar, Rafael Ilha, foi condenado por tráfico de armas juntamente com sua esposa, Aline Kezh Felgueira. Ambos haviam sido presos em flagrante em 2014 quando voltavam do Paraguai para o Brasil. O casal ultrapassou a Ponte da Amizade em Foz do Iguaçu com uma espingarda e 50 cartuchos de munição.

Rafael Ilha afirmou que a arma sem registros custou R$ 2,5 mil e serviria apenas para uso próprio. Após a denúncia realizada pelo Ministério Público Federal, a pena definida pelo tribunal é de 2 anos, 10 meses e 20 dias.

Aline Kezh Felgueira cumprirá pena de 2 anos e 8 meses.

A autoria delitiva é inequívoca, recaindo sobre os réus, pois os mesmos confessaram que a arma e as munições foram encontradas em poder de Aline Kezh Felgueira (a ré), enquanto o réu Rafael Ilha Alves Pereira, na mesma circunstância de tempo e lugar, apresentou-se como sendo o proprietário e responsável pelos objetos ilícitos apreendidos.Desembargador federal Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, relator do caso.

A decisão também concede uma “ordem de habeas corpus” até que a sentença seja analisada em terceira instância, diz o relatório oficial do processo.

Além do sucesso como integrante do grupo Polegar, Rafael Ilha também foi o vencedor do reality show “A Fazenda 10”, disputada em 2018. O cantor afirmou ter comprado um carro e pagado dívidas com o prêmio de R$ 1,5 milhão conquistado no programa.

uol