Previous
Next
Previous
Next

‘Round 6’: entenda por que a série da Netflix virou um fenômeno

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

É fato! A série “Round 6”, da Netflix, também conhecida como “Squid Game” ou até mesmo “Jogo da Lula”, é um fenômeno mundial. A obra sul-coreana se tornou a primeira produção de streaming a atingir o primeiro lugar em todos os países em que está disponível, um total de 83 nações, o que inclui Brasil e Estados Unidos.

Ao mostrar um jogo que reúne pessoas endividadas na beira da pobreza que pode até colocar suas vidas em perigo, ela conquistou 100% de aprovação da crítica especializada no site Rotten Tomatoes. Mas qual é a receita de tanto sucesso? Confira, abaixo, cinco motivos para você assistir à série!

1 – O mundo ama games na ficção, ainda mais se forem mortais

Se você curtiu sucessos como “Jogos Mortais” (2004), “Jogos Vorazes” (2017) e “Battle Royale” (2000), você vai amar o enredo de muita ação e aventura sangrentas em “Round 6”. Apesar dos jogos serem infantis e até bobos, como a “Batatinha frita 1, 2, 3…” e “cabo de guerra”, os participantes precisam lutar pela sobrevivência mais até que pelo prêmio bilionário.

2 – Personagens para amar e odiar

Rica em diversidade de personagens, é óbvio que a trama tem que ter aquelas figuras para a gente amar e odiar. Do início ao fim, percebemos interpretações do homem escroto que passa por cima de tudo e de todos para se dar bem – é o caso do “Jang Deok-Su”, um gangster jurado de morte por tentar roubar o líder do grupo. Na contramão dos maus, tem o sensível e compreensível “Seong Gi-Hun”, que faz de tudo para manter os amigos vivos.

3 – Plot twists surreais

Ter uma reviravolta bem-feita é para poucos no mundo do cinema, mas “Round 6” conseguiu a façanha de ter várias. A bonequinha do primeiro episódio, realmente, não sabe brincar. E quem não deu nada pelo vovozinho, no final saberá que… Ops! Não vai ter spoiler aqui, hein? Mas uma coisa eu garanto: a série está recheada de plot twists que causarão um misto de sentimentos em você.

4 – Desigualdades socioeconômicas na Coreia do Sul

A série está longe de apenas retratar a violência. Para quem curte produções que levem o espectador a pensar, “Round 6” faz com que o público reflita sobre as desigualdades socioeconômicas na Coreia do Sul. Por isso, os personagens retratam pessoas extremamente endividadas num país em que, por exemplo, o protagonista não tem dinheiro para pagar a cirurgia da mãe nem para ter a guarda da filha.

5 – Fortes emoções

Sim, gente! “Round 6” também apresenta núcleos cômicos, que passam pelos figurantes, coadjuvantes e até mesmo entre os protagonistas. Neste caso, a produção recorre ao humor ácido para tirar gargalhada de quem a assiste. Mas a emoção toma conta em maior parte da série, o que pode fazer muita gente derreter em lágrimas, bem como aconteceu com quem vos escreve. Até agora sofro com o final trágico de um personagem.

Band