Anterior
Próximo
Anterior
Próximo

Saúde adere campanha para aumentar coberturas vacinais na Paraíba

A Paraíba adere à mobilização nacional para ampliar a cobertura vacinal de crianças. A campanha “Vacina Mais” tem início neste mês, com o objetivo de atualizar as cadernetas de vacina da população e melhorar os índices de vacinação, que apresentaram queda nos últimos anos. A iniciativa, capitaneada pelo Ministério da Saúde, coincide com as estratégias adotadas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) para o fortalecimento da vacinação na população paraibana.

A campanha “Vacina Mais” visa incentivar estados e municípios a retomar os altos índices de vacinação de crianças e adolescentes, a fim de prevenir, ou mesmo erradicar doenças que possuem vacinas disponíveis no SUS. De acordo com a secretária estadual de Saúde, Renata Nóbrega, a SES possui uma série de ações em andamento para intensificar as coberturas vacinais, a exemplo do Programa de Bolsas de aperfeiçoamento e qualificação voltado para enfermeiros que tenham experiência em saúde pública e imunização.

“Por meio deste programa de aperfeiçoamento, nós fizemos o chamamento público para 30 profissionais de enfermagem, com experiência em imunização para elevar o nível de qualificação destes profissionais na gestão de insumos e imunizantes, bem como no apoio às estratégias de vacinação no estado. Além disso, a Vigilância em Saúde Estadual realiza orientações permanentes sobre a vacinação em crianças e adultos”, explica a secretária

O Programa de Bolsas de Aperfeiçoamento da SES, será executado por meio da Escola de Saúde Pública da Paraíba (ESP – PB) e terá início nesta quinta-feira (29). Os profissionais serão capacitados sobre as boas práticas nas salas de vacinação, análise de dados vacinais e serão orientados sobre intervenções necessárias para a ampliação das coberturas vacinais.

O Programa Nacional de Imunização (PNI) oferta vacinas para mais de 30 doenças, com 300 milhões de doses. Mesmo com uma extensa oferta de imunizantes gratuitos e seguros, o país demonstra baixos índices de cobertura vacinal. Dados do Ministério da Saúde apontam que, de 2015 a 2021, o número de crianças vacinadas com a primeira dose contra poliomielite caiu de 3.121.912 para 2.089.643. Já para a terceira dose, no mesmo período, os números reduziram de 2.845.609 para 1.929.056.

A Paraíba já chegou a ter 96,12% de cobertura vacinal para poliomielite em 2015, o que é considerado satisfatório para a meta de 95%. Já no último ano o total da cobertura foi de 66,40%. O estado não atinge a meta de vacinação para este agravo nos últimos seis anos. Renata Nóbrega destaca que, além da capacitação profissional e do acesso facilitado às vacinas, é preciso sensibilizar a população para que não descuide da caderneta de vacinação e que ela acompanha o indivíduo por toda a vida.

“Precisamos reforçar que as vacinas são seguras, que o calendário de vacinação tem uma rotina que se inicia desde o nascimento do bebê e segue durante toda vida até a fase idosa. A ampliação da cobertura é fundamental para que possamos proteger a população de doenças evitáveis com vacina”, finaliza a secretária.

O calendário de vacinação contempla 48 imunobiológicos, entre vacinas, imunoglobulinas e soros. O SUS oferta 19 vacinas de rotina no calendário nacional e o PNI promove ainda ações de caráter extraordinário, como as Campanhas Nacionais de Vacinação, para intensificar o acesso da população aos imunizantes.

clickpb