Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next

Secretário de Saúde de João Pessoa aponta que pico de contaminação já passou em João Pessoa

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

O secretário de Saúde de João Pessoa, Adalberto Fulgêncio, comentou que os indicadores da Capital apontam uma estabilização dos números da covid-19 e revelam que o pico da doença já passou. Em entrevista ao programa Paraíba Verdade, nesta quinta-feira (09), Fulgêncio destacou que a pressão das UPAs pode-se dizer que está decrescente, o número de novos casos estável, a ocupação de UTIs baixa e o número de óbitos também.

“Na segunda quinzena de março foram seis óbitos, se multiplicar por dois, para o mês fechado, daria 12; em abril foram 41, maio subiu para 240, junho 140 e agora em julho, até agora tem em torno de uma dúzia, mas a projeção é de que fique em aproximadamente 40. Temos a avaliação que passamos o cabo das tormentas, mas temos que tomar cuidado com a flexibilização”, disse.

O secretário apontou que o prefeito, Luciano Cartaxo (PV), está avaliando os últimos 15 dias para dar seguimento ao plano de flexibilização. “Em João Pessoa e na Paraíba fizemos o dever de casa, ninguém brigou e precisamos concluir a guerra que não está terminada”, afirmou.

Segundo Fulgêncio, o prefeito vai analisar de maneira realista para o retorno de atividades nesse terceiro momento, que também se dará por meio de protocolos, ‘não vai abrir como era antes”. O secretário também comemorou a colaboração da população, que manteve um isolamento de até 50% no início da semana, maior até do que durante o isolamento social rígido.

Flexibilização mais abrangente

O secretário destacou que, por enquanto, ainda não há data para a reabertura de bares e restaurantes, pois, para ele, seria uma temeridade fazer isso agora, pois ainda há atividades do terceiro momento dentro dos protocolos para que não haja aglomerações. “Se juntar [o retorno] dos ônibus, com shoppings e comércio em geral pode ser uma bomba e temos que ir desarmando as minas”, disse.

paraiba.com.br