Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next

Seis praias da Paraíba estão impróprias para banho

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Seis praias do litoral paraibano estão impróprias para o banho, segundo a Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema), no relatório semanal. Outras 50 praias foram classificadas como apropriadas. Confira abaixo as orientações, válidas até a próxima sexta (21).

De acordo com o relatório semanal, em João Pessoa deve-se evitar a praia do Bessa I, na Avenida Presidente Afonso Pena, em frente ao estabelecimento comercial Sorveteria Friandise, próximo ao maceió da praia do Bessa. Na praia de Manaíra, nos trechos; em frente à quadra de Manaíra; em frente ao Enseada Residence; em frente ao estabelecimento Unigastro e em frente à Pousada Verde Mar, na Avenida João Maurício.

Recomenda-se também, evitar a praia do Cabo Branco nos trechos próximo à desembocadura da galeria pluvial em frente ao estabelecimento comercial Bar do Cuscuz e na rotatória do final da Av. Cabo Branco, 100 metros à direita e 100 metros à esquerda da desembocadura da galeria pluvial. Na praia da Penha, evitar 100 metros à direita e 100 metros à esquerda da desembocadura do rio do Cabelo. Em Jacarapé, evitar 100 metros à direita e 100 metros à esquerda da desembocadura do rio Jacarapé.

Já no município de Pitimbu, a praia do Maceió, 100 metros à direita e à esquerda da desembocadura do Riacho Engenho Velho.

A autarquia ainda recomenda aos banhistas que evitem os trechos de praias localizados em áreas frontais às desembocaduras de galerias de águas pluviais, principalmente se houver indício de escoamento recente.

A equipe da Coordenadoria de Medições Ambientais da Sudema divulga, uma vez por semana, a situação de balneabilidade das 56 praias, por meio de coleta de material para análise nos municípios costeiros do Estado. Em João Pessoa, Lucena e Pitimbu, que são praias localizadas em centros urbanos com grande fluxo de banhistas, o monitoramento é semanal. Nos demais municípios do litoral paraibano a análise é realizada mensalmente.

portalcorreio.com.br