Previous
Next
Previous
Next

Sem marcar desde a Copa, Cristiano Ronaldo enfrenta seu maior jejum em 2018

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Cristiano Ronaldo está vivendo uma situação peculiar na carreira. Até agora, foram três jogos oficiais pela Juventus e nenhum gol marcado. Ainda que o time não esteja sentindo falta da vocação artilheira do camisa 7 – com três vitórias, a Juve é a líder do Campeonato Italiano -, para o astro português o jejum é novidade em 2018. Até chegar ao clube italiano, CR7 não havia ficado mais do que dois jogos seguidos sem marcar este ano. Um incômodo tão curto quanto raro: ocorreu apenas três vezes neste período.

A última vez que o artilheiro passou três jogos oficiais consecutivos em branco foi justamente na virada do ano. CR7 não marcou no último jogo de 2017, a derrota por 3 a 0 no clássico contra o Barcelona pelo Campeonato Espanhol, dia 23 de dezembro, logo após a conquista do Mundial de Clubes da Fifa pelo Real. Depois da pausa para as festas de fim de ano, o português voltou devagar, e não balançou as redes nos dois primeiros jogos que disputou em 2018: empate em 2 a 2 com o Celta de Vigo, dia 7 de janeiro, e na derrota por 1 a 0 para o Villarreal, seis dias depois, ambos pelo Espanhol. Só engrenou na rodada seguinte, com dois gols na goleada por 7 a 1 sobre o La Coruña.

No primeiro semestre, contando jogos do Real Madrid e da seleção portuguesa, Cristiano Ronaldo mostrou um faro de gol afiadíssimo. Chegou a marcar em nove jogos seguidos, sua maior sequência goleadora em 2018: foram 18 gols entre 10 de fevereiro e 23 de março, em seis jogos pelo Espanhol, dois pela Liga dos Campeões da Uefa, contra o Paris Saint-Germain, nas oitavas de final, e um amistoso pela seleção portuguesa, contra o Egito.

No Mundial da Rússia, começou com tudo, fazendo os três gols do empate com a Espanha. No segundo jogo, foi dele o gol da vitória sobre Marrocos. E parou por aí. Sem gol do camisa 7, Portugal penou para empatar com o Irã, se classificando em segundo lugar no grupo B. Depois, a seleção lusa caiu para o Uruguai nas oitavas (2 a 1), novamente sem Cristiano Ronaldo balançar as redes.

Sequências sem marcar de Cristiano Ronaldo em 2018

A próxima chance de encerrar o jejum será no próximo sábado, em Turim, contra o Sassuolo, quinto colocado na tabela. Após a vitória sobre o Parma, Matuidi revelou que a seca de gols está incomodando o português:

– Ele teve azar esta noite, mas vamos ajudá-lo e ele tem muito tempo. Ele estava um pouco irritado por não conseguir marcar, mas sua hora vai chegar – afirmou Matuidi, à “DAZN”.

Já são cinco partidas oficiais seguidas sem marcar (as duas últimas de Portugal na Copa e as três primeiras pela Juventus). Mesmo considerando apenas jogos pelo clube, um jejum raríssimo na carreira do jogador. Em nove temporadas no Real Madrid, apenas na última (2017-18) ele demorou tanto para fazer seu primeiro gol no campeonato nacional. Por cumprir uma suspensão pela expulsão na final da Supercopa da Espanha, Cristiano Ronaldo só estreou no Espanhol na quinta rodada, e precisou de quatro jogos até fazer o primeiro gol pelo Real, no 2 a 1 sobre o Getafe.

Nas oito temporadas anteriores, nada de jejum muito longo. Logo no primeiro Espanhol que disputou (2009-10), deixou o seu na primeira rodada, de pênalti. Com três rodadas, já somava quatro gols. Na temporada seguinte, oficialmente ele só marcou na quarta rodada, mas um dos gols do Real na partida anterior saiu de um chute do português que desviou em Pepe. Por opção da arbitragem, o volante-zagueiro ficou com o gol. Depois disso, nunca chegou à quarta rodada do Espanhol sem ter marcado, situação que vive agora neste início de Italiano pela Juventus.

GE