Previous
Next
Previous
Next

Sobe para 14 número de pessoas feridas com agulhas no Parque do Povo

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Já subiu para 14 o número de pessoas que procuraram atendimento no Hospital de Emergência e Trauma alegando terem sido feridas com agulhas durante as festividades juninas no Parque do Povo. Os atendimentos acontecem desde o sábado (9). Até esta segunda (11), dez pessoas tinham ido ao hospital por este motivo. Os números foram atualizados pela assessoria de comunicação da unidade na manhã desta terça-feira (12).

De acordo com a infectologista do Hospital de Trauma de Campina Grande, Priscila Sá, o procedimento padrão para o caso foi adotado pela equipe médica do local. “As pessoas agredidas foram atendidas pela equipe médica e foi adotado o procedimento padrão para a prevenção das doenças infecciosas, visando principalmente evitar a infecção pelos vírus da hepatite B e HIV”, disse Priscila Sá.

“A equipe atende as pessoas, fornece a medicação para as primeiras 48h e depois encaminha as vítimas para um serviço fornecido pela cidade, onde as pessoas pegarão o resto das medicações para o tempo que precisarem fazer o uso delas”, completou.

Ainda segundo a especialista, não dá para saber se a agulha usada estava ou não infectada, mas que o risco de contração dos vírus é baixo, de acordo com o que foi relatado pelas vítimas.

O Portal Correio entrou em contato com a Polícia Militar, mas não obteve respostas sobre a ocorrência.

 

Portal Correio