Previous
Next
Previous
Next

STJD pede informações sobre Operação Cartola e poderá denunciar dirigentes e clubes

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) solicitou as provas colhidas na Operação Cartola à Justiça Paraibana, de acordo com informações da coluna de Lauro Jardim, no Jornal O Globo nesta segunda-feira (21).

O presidente do STJD, Ronaldo Piacente, solicitou as informações e poderá levar o caso para análise do pleno, que poderá denunciar os dirigentes da Federação Paraibana de Futebol (FPF) e os clubes que participaram da Série A do Campeonato Paraibano de 2018.

O procurador-geral do STJD, Felipe Bevilacqua, pediu também a abertura de um inquérito para analisar o caso. Uma das punições previstas, segundo o código da Fifa, é o banimento dos envolvidos de atividades relacionadas ao futebol.

A Operação Cartola investiga a falsidade ideológica e a manipulação de resultados no Campeonato Paraibano envolvendo a compra de árbitros. O Ministério Público da Paraíba e a Polícia Civil agiram em conjunto para deflagrar a operação.

Amadeu Rodrigues, presidente da FPF, foi afastado do cargo por determinação da CBF, que ainda nomeou o advogado Flavio Boson Gambogi como interventor para interferir administrativamente na federação.

 

ClickPB