Previous
Next
Previous
Next

Técnico do São Paulo tira peso de clássico com Palmeiras no sábado

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Mais uma decisão. É assim que Diego Aguirre, técnico do São Paulo, encara o clássico do próximo sábado contra o Palmeiras, no Morumbi. O time alviverde venceu o Cruzeiro e assumiu a ponta do Campeonato Brasileiro, com 53 pontos, contra 52 da equipe tricolor, que empatou por 2 a 2 com o Botafogo.

“Estamos entrando na etapa final e todo jogo é uma decisão. Não só o jogo do sábado, mas as outras rodadas também. Precisamos estar calmos e acreditando no que podemos fazer. É tentar ganhar em casa o próximo jogo para seguir na luta”, comentou o treinador uruguaio em entrevista coletiva no Estádio Nilton Santos, no Rio.

Para Aguirre, são poucas as lições que o São Paulo pode tirar do empate com o Botafogo e aplicar diante do Palmeiras. “Jogos diferentes. Não tem muita coisa a ver. Sabemos que vamos enfrentar um rival muito bom, mas estamos confiantes. Sinto que o time está bem e vamos nos preparar para mais uma decisão”.

O técnico negou que o elenco esteja nervoso com a queda de rendimento no segundo turno e elogiou a atuação da equipe no segundo tempo neste domingo, mas admitiu que o empate contra os botafoguenses não pode ser comemorado. “Empatar fora às vezes é bom, mas não quando você precisa dos três pontos. Nós precisamos voltar a vencer e temos jogos decisivos pela frente. Precisamos estar tranquilos e acreditar nas coisas boas que podemos fazer e vamos fazer”.

Aguirre ainda destacou que o São Paulo pode ter contra o Palmeiras dois reforços importantes. “O Arboleda cumpriu suspensão e o Everton (recuperando-se de lesão) vai estar à disposição também. Isso é importante, na reta final contarmos com todos”, disse.

O técnico concluiu a entrevista prevendo que a briga pelo título ficará aberta até o final do Brasileiro. Neste momento, a diferença entre o líder Palmeiras e o quinto colocado Flamengo é de quatro pontos. “Acho que vai ser até a última rodada. Estamos com muitos times fortes brigando e sinto que não vai ter diferença de muitos pontos”. Com informações da Folhapress.

Ge