Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next

TikTok e UFC selam acordo para transmissão de conteúdo ao vivo

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

O TikTok e o Ultimate Fighting Championship (UFC) firmaram um acordo para que a plataforma de vídeos chinesa possa transmitir ao vivo as lutas da organização. O compromisso foi anunciado nesta quinta-feira (18) pelo TikTok por meio de uma nota à imprensa, mas alguns detalhes, como os valores envolvidos na negociação ou tempo do acordo, não foram divulgados.

A parceria já será válida a partir deste fim de semana, com a transmissão do duelo entre os pesos pesados Curtis Blaydes e Derrick Lewis, válido pelo UFC Fight Night 185. Além das lutas, também serão transmitidas cenas de bastidores e interações com os atletas.

O Diretor de parcerias estratégicas do Tik-Tok, Harish Sarma, acredita que a parceria poderá aprimorar a experiência dos fãs de luta com os eventos, principalmente por se tratar de um momento em que eles não podem acompanhar os eventos ao vivo. “Estamos entusiasmados em trazer para o TikTok a ação e a emoção do UFC dentro e fora do octógono”.

“Esta parceria com a TikTok é uma adição tremenda ao ecossistema de distribuição de conteúdo do UFC. Queremos estar em todos os lugares em que nossos fãs estão consumindo conteúdo e o TikTok continua a abrir novos caminhos para alcançar um público diversificado e global”, afirmou David Shaw, vice-presidente sênior de conteúdo do UFC.

TikTok no esporte
O acordo reforça a proximidade do TikTok com entidades esportivas. No último dia 11 de fevereiro, a União das Associações Europeias de Futebol (UEFA) anunciou que a empresa chinesa será uma das patrocinadoras da UEFA Euro 2020, que deve acontecer entre 11 de junho e 11 de julho deste ano.

Com 6,4 milhões de seguidores, a entidade de artes marciais mistas é a terceira liga esportiva mais seguida da plataforma, atrás apenas da World Wrestling Entertainment (WWE), de luta livre, que tem 10,2 milhões e da NBA, principal liga profissional de basquete dos Estados Unidos, com 12,3 milhões.

Via: Reuters