Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next

Time de ponta e rival europeu: os planos do Atlético-MG e investidor para inaugurar a Arena MRV

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

O Atlético-MG é um dos times brasileiros mais ativos no mercado nos últimos meses. Investiu alto em Jorge Sampaoli, buscou o badalado Alexandre Mattos, contratou cinco reforços durante a pandemia de Covid-19 e deve fechar, no mínimo, mais dois. Tem, para tudo isso, o fortíssimo apoio de Rubens Menin, dono da MRV Engenharia, conselheiro, e principal investidor do clube na atualidade. E se engana quem pensa que a parceria Galo e Menin tenha como objetivo apenas uma temporada de sucesso em 2020.

Na verdade, o foco de Menin não é a atual temporada. Este ano é um ponto de partida em um projeto de reformulação do Atlético, que tem como grande meta ter um time “de ponta”, entre os mais fortes do país, quando chegar a época da inauguração de seu estádio próprio, a Arena MRV. O estádio, que leva o nome da empresa do parceiro alvinegro (que comprou os naming rights por R$ 60 milhões), deve iniciar operações no início de 2023.

– A gente fez um planejamento para a Arena MRV daqui a três anos. Tinha reforço na divisão de base, tinha reforço no time principal, disciplina financeira, pra inaugurar a Arena com um time de ponta – disse Rubens Menin à Globo.
O projeto está bem alinhado entre o investidor e Sérgio Sette Câmara, atual presidente do Galo, que vai concorrer à reeleição no pleito marcado para dezembro. Se for reeleito e a obra seguir o cronograma previsto, Sette Câmara será o presidente na inauguração do estádio, que poderá ter, inclusive, um convidado “luxuoso”. Rubens Menin citou clubes que o Galo pensa em convidar para a festa do primeiro jogo da Arena MRV.

“Os planos nossos são ambiciosos. A gente quer trazer aí um Barcelona, um Real Madrid, um Bayern de Munique, ou talvez um Boca (Juniors). Trazer um time de ponta para inaugurar a Arena” – Rubens Menin.

A ideia é que seja um jogo entre dois times de ponta. Menin destacou que o objetivo é que o Atlético esteja, em breve, entre as melhores equipes do país.

– Precisamos botar o Atlético entre os ‘top five’ do Brasil. Acho que o Brasil vai ter cinco times grandes, e o que a gente quer é colocar o Atlético entre os cinco.

ge