Previous
Next
Previous
Next

Uefa aprova novo formato da Champions em meio à crise da Superliga de clubes

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Um dia depois da bomba da criação da Superliga europeia de clubes, a Uefa realizou nesta segunda-feira uma reunião de seu Comitê Executivo. No encontro foram ratificados os novos formatos das competições europeias de clubes a partir de 2024, com destaque para a Liga dos Campeões.

A Champions League vai mudar de tamanho: de 32 para 36 equipes participantes, sem a tradicional fase de grupos de oito chaves e quatro times. A competição passará a adotar um formato tradicional de liga, neste caso chamado de “modelo suíço”.

Cada time terá um mínimo de 10 jogos de liga (cinco em casa, cinco fora), contra 10 oponentes diferentes.
Os oito melhores classificados na fase inicial se garantirão diretamente no mata-mata.
Os times que terminarem entre a nona e a 24ª posição na tabela geral vão encarar um playoff.
Os 16 “sobreviventes” disputarão às oitavas de final.
O mesmo formato será aplicado na Liga Europa (mínimo de oito partidas de liga) e na nova Europa Conference League (seis partidas). Ainda será discutido se essas duas competições serão também expandidas para 36 equipes.

Com as novas regras, a Liga dos Campeões passará a ter 225 jogos, ou seja, 100 a mais do que os atuais 125. Mais jogos, mais dinheiro.

— Esse formato evoluído vai manter vivo o sonho de qualquer time da Europa de participar da Liga dos Campeões graças aos resultados obtidos dentro de campo, e também vai permitir viabilidade a longo prazo, prosperidade e crescimento para todos do futebol europeu, não apenas um pequeno e auto-escolhido cartel — declarou o presidente da Uefa, Aleksander Čeferin.

Discutidas pelo menos desde 2019, as mudanças no formato da Liga dos Campeões tinham como objetivo impedir a movimentação de alguns dos maiores clubes do continente para criar uma liga independente. Mas não houve sucesso nisso: 12 agremiações fundaram neste fim de semana a Superliga europeia de clubes.

Milan, Arsenal, Atlético de Madrid, Chelsea, Barcelona, Inter de Milão, Juventus, Liverpool, Manchester City, Manchester United, Real Madrid e Tottenham aguardam mais três participantes na Superliga.

O Comitê Executivo também se reuniu para tratar de atualizações da Eurocopa deste ano, novas regulamentações e distribuição da renda da Champions League feminina no ciclo 2021-2025, e as competições de base nos próximos anos.

Ligas da Alemanha, França e Inglaterra criticam criação de Superliga da Europa
Uefa ameaça punir clubes europeus em caso de criação de um novo torneio continental
Taça da Liga dos Campeões da Europa — Foto: Getty Images
Congresso Ordinário na terça-feira
O Congresso Anual Ordinário da Uefa acontece nesta terça-feira, também em Mountreux, na Suíça. Esse evento é a reunião de todos os presidentes e secretários gerais das 55 associações que fazem parte da confederação europeia de futebol.

Na pauta estão as eleições para o Comitê Executivo da Uefa e dos membros europeus do Conselho da Fifa, a ratificação dos representantes da Associação Europeia de Clubes (ECA) e das Ligas Europeias (EL) como membros do comitê executivo, e a aprovação do balanço financeiro de 2019/20 e do orçamento de 2021/22.

ge