Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next

Único duelo “pesado”, Barcelona x Bayern opõe Messi e Lewandowski em grande fase

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Seria pretensão colocar Messi e Lewandowski na mesma frase? Não nesta temporada. O atacante polonês subiu uma prateleira com seus 53 gols desde agosto do ano passado e é, sim, uma das atrações deste Barcelona x Bayern, os únicos campeões remanescentes na Liga dos Campeões. O jogaço de 10 títulos (cinco de cada) pelas quartas de final acontece nesta sexta-feira no Estádio da Luz, às 16h (de Brasília), em Lisboa. Um empate leva a definição da vaga para a prorrogação.

O ge acompanha Barcelona x Bayern em Tempo Real às 16h (de Brasília).
A notícia de que a Fifa entregará o prêmio de melhor do mundo ainda adiciona um ingrediente importante. Hoje os dois são apontados como candidatos ao lado de Neymar, do Paris Saint-Germain, e Kevin De Bruyne, do Manchester City, e sabem que certamente uma grande atuação num confronto desta magnitude contribuirá positivamente. E vice-versa.

No retrospecto geral, melhor para os alemães: relembre confrontos entre Barcelona e Bayern
A temporada de Lewandowski é praticamente impecável. O polonês foi artilheiro do Campeonato Alemão (34 gols) e caminha para quebrar um duopólio de 13 anos de Messi e Cristiano Ronaldo na artilharia da Champions. Até hoje Neymar foi o único intruso neste período, mas dividiu o posto com os dois com 10 gols em 2014/15.

Com 13 gols, Lewandowski só perde a artilharia por um milagre: ele tem larga vantagem para Gabriel Jesus, Sterling, Depay e Gnabry, todos com seis gols e ainda vivos no torneio. Mas, como marcou em todos os jogos que disputou nesta Champions, seria mais provável que alcançasse o recorde de Cristiano Ronaldo (17 gols em 2013/14).

Vidal declara: “O Barcelona é o melhor time do mundo e vamos provar”
O fato de estar num excelente momento o fez ser assunto nas entrevistas coletivas de Quique Setién e Hansi Flick antes do jogo. O técnico do Barcelona elogiou o faro de gol do polonês, mas optou por colocá-lo ainda abaixo de Messi.

– (Lewandowski) é um grande jogador, mas não acho que esteja à altura de Leo (Messi). Isso acho que está claro. É verdade que está num excelente momento e está muito bem rodeado por muitos companheiros que tem ao redor. Está muito bem, mas Leo também está. Vimos contra o Napoli. É bom que esses jogadores estejam em campo e possamos desfrutar – disse Setién.

Hansi Flick, comandante do Bayern, falou mais do craque argentino e contou que tem uma estratégia para pará-lo:

– Não se pode comparar Lewandowski e Messi. Lewandowski é um centroavante de classe mundial. Ele garante gols e prepara gols. Messi tem sido de longe o melhor jogador do mundo nos últimos anos. É um jogador excepcional. Eu não sei se haverá outro jogador como ele no futuro. Já pensamos em como parar Messi, mas eu não vou contar aqui. O mais importante é que temos que jogar contra ele como um time. Temos que ser inteligentes e tentar pressioná-lo.

Neuer x Ter Stegen
Outro duelo simbólico é entre dois paredões: os goleiros Neuer e Ter Stegen. Líderes mundiais na posição, concorrentes diretos na seleção alemã, os dois trocaram mensagens não muito conciliatórias em setembro do ano passado, quando Ter Stegen afirmou que não entendia por que Neuer, de 34 anos, ainda era o titular absoluto.

Uli Hoeness, então presidente do Bayern, entrou na briga, alegando que Ter Stegen “não tinha o direito” de reivindicar uma posição em que Neuer é claramente o melhor.

Desde então, os dois goleiros tentaram minimizar o incidente, mas o fato permanece. Aos 28 anos, o goleiro do Barça aguarda seu momento na seleção nacional. Até agora disputou apenas 24 partidas internacionais, contra 92 do campeão do mundo de 2014 Neuer.

A Champions League pode ser uma chance para que Ter Stegen mude a opinião do técnico Joachim Löw.

Os times
Acima dos personagens do momento há dois times sedentos pela conquista. O Bayern, assim como seu centroavante, faz uma temporada praticamente impecável. Campeão pela última vez em 2012/13, o gigante alemão chegou ao inédito “Final 8” depois de vencer o Chelsea com um placar agregado de 7 a 1 nas oitavas de final, e durante a fase de grupos, conquistou seis vitórias, com destaque para a goleada de 7 a 2 sobre o Tottenham.

Desde que Flick assumiu o time, em novembro, são 30 vitórias, um empate e apenas duas derrotas em 33 jogos, com 104 gols marcados e 24 sofridos.

Hansi Flick terá apenas uma baixa: o lateral-direito Pavard, com lesão no tornozelo. Kimmich deve seguir na lateral, com Thiago e Goretzka formando a dupla de volantes.

No Barça, a sensação é de que precisará de uma atuação sem direito a erros. Os catalães vivem outro momento, especialmente por conta da reta final do Campeonato Espanhol, sem afastar completamente as dúvidas sobre o seu jogo.

Contra o Napoli, Messi foi mais uma vez a força motriz de uma equipe que precisa do título da Champions para não fechar a temporada em branco depois de perder o Espanhol para o Real Madrid e de ser eliminado nas quartas de final da Copa do Rei pelo Athletic Bilbao.

Autor de 31 gols e 25 assistências na temporada, o craque argentino estará disponível para a partida após a pancada no tornozelo que sofreu no sábado e que causou temor de uma lesão grave, depois de passar vários minutos deitado no chão.

A dúvida é se ele terá a companhia de Griezmann no ataque (há a possibilidade de Setién optar por mais um meio-campista com os retornos de Busquets e Vidal de suspensão).

Confira as prováveis escalações:
Barcelona: Ter Stegen, Semedo, Piqué, Lenglet e Alba; Sergi Roberto, De Jong, Busquets e Vidal; Messi e Suárez. Técnico: Quique Setién.

Bayern: Neuer, Kimmich, Boateng, Alaba e Davies; Thiago e Goretzka; Coman, Müller e Gnabry; Lewandowski. Técnico: Hansi Flick.

ge