Previous
Next
Previous
Next

Cedmex retoma distribuição de medicamentos para Hepatite C

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

O Centro Especializado de Dispensação de Medicamentos Excepcional (Cedmex) voltou a distribuir os medicamentos Daclatasvir 60mg e Sofosbuvir 400mg para pacientes em tratamento contra a Hepatite C. A distribuição está ocorrendo na unidade de referência para Hepatites Virais, localizada no ambulatório do Complexo Hospitalar Clementino Fraga, em João Pessoa.

Leia também: Senac abre matrícula para mais de 90 cursos a partir desta quarta

Há cerca de um o Ministério da Saúde não enviava o medicamento aos estados. A Paraíba havia recebido pela última vez em dezembro de 2017 e, com o estoque disponível, atendeu a demanda até abril de 2018. “Voltamos a receber os medicamentos neste mês de janeiro de 2019 e, em oito dias, 80% dos pacientes que estavam na lista de espera já receberam a medicação e começaram o tratamento. Seguimos com a busca ativa de pacientes para agilizar exames atrasados, receitas médicas e demais documentos obrigatórios preconizados pelo Protocolo Clínico de Diretrizes Terapêuticas [PCD] e fluxo do Cedmex”, explicou a chefe do Núcleo de Hepatites Virais da SES, Rosa Maria da Costa Monteiro.

Após o término do tratamento com o Daclatasvir 60 mg e o Sofosbuvir 400 mg, o paciente continua em acompanhamento clínico periódico por, pelo menos, um ano e meio. “A cura é possível em 95% dos casos. O uso das medicações torna indetectável o vírus da Hepatite C no fígado e inibe o avanço da doença. O comprometimento do órgão, presente antes do tratamento, no entanto, se mantém. Por isso, reforçamos que os pacientes continuem seguindo as orientações dos profissionais envolvidos, inclusive, mantendo o acompanhamento médico regular”, esclareceu Rosa Maria.

Hepatite C
A Hepatite C é causada por um vírus que ataca o fígado de forma lenta e silenciosa, sem sintomas físicos para o portador. O vírus quase sempre compromete parte do fígado da pessoa contaminada. A evolução do dano hepático é diferente para cada indivíduo, podendo levar até 20 anos para a manifestação da doença. Segundo a Organização Mundial da Saúde, o vírus da Hepatite C já contaminou entre 170 e 200 milhões de pessoas no mundo.

Não existe vacina para se proteger da Hepatite C, a melhor saída é a prevenção, além de tomar os cuidados gerais. A infecção pelo vírus da Hepatite C acontece através de contato com o sangue contaminado penetrando na pele por algum ferimento. Portanto, o indivíduo deve realizar periodicamente o teste rápido ou a sorologia, disponíveis nos serviços de saúde, afim de conhecer seu estado sorológico quanto à Hepatite C.

portal correio