Previous
Next
Previous
Next

É fake informação enviada via WhatsApp de que assaltantes estariam se passando por médicos para assaltar casas na Paraíba, diz PM

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Uma imagem que circula nas redes sociais indica que assaltantes estariam vestidos de profissionais de Saúde para assaltar casas. A informação é de que eles anunciavam que estavam vacinando as pessoas contra a gripe e que, ao entrar, rendiam os moradores e roubavam objetos.

A imagem foi desmentida em diversos grupos, pois já havia circulado como sendo atribuída a diferentes bairros e cidades da Paraíba e do Brasil. Em outros estados, o caso já é tratado como fake.

A assessoria de imprensa da Polícia Militar informou ao ClickPB que não houve registro de nenhum assalto ou outro crime praticado relacionado à imagem compartilhada nas redes sociais e que a informação é fake.

Em outro compartilhamento, a fake news foi repassada da seguinte forma: “Assaltantes estão colocando máscaras e vestindo jalecos se passando por médicos. Eles vão até a casa das vitimas e falam que foram mandados pelo governo para distribuição de álcool gel entre outros utensílios para higienização… É MENTIRA!!”

Em outra descrição, a fake news foi atribuída ao bairro Altiplano, em João Pessoa. “06:06 da manhã no Prédio da prima de minha esposa no Altiplano. Esse cara se apresentou como agente de saúde e que estava lá para vacinar os idosos do prédio. O porteiro não deixou entrar pois ele não tinha documentos que o ligavam a prefeitura. Alguém conhece algum agente público que possa confirmar se é real essa vacinação a domicílio? Pois que eu saiba os idosos devem ir ao posto de saúde e tem um bem próximo a esse prédio. (sic)”

O caso foi repassado também com um áudio atribuído à voz do ex-presidente da OAB-PB, Odon Bezerra. Ao ClickPB, Odon Bezerra informou que o áudio deve ser desconsiderado.

Vale lembrar que a vacinação em João Pessoa está sendo feita em esquema ‘drive-thru’, na parte da frente dos shoppings Manaíra e Mangabeira, e na entrada da Bica (Parque Arruda Câmara) com a devida identificação dos profissionais da Secretaria de Saúde da Capital.

ClickPB