Previous
Next
Previous
Next

Familiares de pacientes de Manaus são acolhidos pela Arquidiocese da PB

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

A Ação Social Arquidiocesana (ASA), em parceria com o Governo do Estado da Paraíba e o Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW), está acolhendo em João Pessoa os familiares dos pacientes vindos de Manaus (AM).

“Estas pessoas estão vindo sem apoio de ninguém e chegam aqui desamparadas, assustadas,  aflitas para tentar acompanhar seus parentes hospitalizados. Então vamos acolher, abrigar  alimentar e dar todo suporte possível”, explica o padre Egídio, diretor executivo da ASA.

Segundo nota oficial divulgada pela Arquidiocese da Paraíba, assim que chegam, estas pessoas são levadas e testadas para Covid-19. Elas ficarão na Casa de Acolhida São João Paulo II, que fica localizada no Hospital Padre Zé, no bairro de Tambiá, nas proximidades do Centro da Capital. “Procuraremos oferecer um ambiente que amenize a dor destas pessoas”, finaliza o padre Egídio.

Pacientes recebidos em João Pessoa

Dos 15 pacientes de Manaus internados no HULW, em João Pessoa, três são assistidos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sendo dois do sexo feminino e um, masculino. Os outros 12 pacientes continuam estáveis na enfermaria. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (20) pelo hospital.

Os pacientes recebidos pela unidade têm, em média, 50 anos de idade e são acompanhados por uma equipe multidisciplinar composta por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e fisioterapeuta. Eles também recebem apoio psicológico.

Os pacientes com Covid-19 foram transferidos do Norte do país para outras cidades após o colapso no abastecimento de oxigênio em hospitais locais. Os 15 transferidos para João Pessoa desembarcaram no Aeroporto Internacional Castro Pinto, em Bayeux, na região metropolitana, na noite de domingo (17). Eles seguiram para o HULW em ambulâncias disponibilizadas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES)

Além da Paraíba, receberam pacientes de Manaus unidades de saúde situadas em Pernambuco, Rio Grande do Norte, Alagoas, Ceará, Maranhão, Goiás e Brasília. O apoio foi anunciado na semana passada pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), que administra os hospitais universitários do país.

Portal Correio