Previous
Next
Previous
Next

UPAs de João Pessoa deixam de ter exclusividade para tratamento da Covid-19 a partir de hoje

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) vai retomar, a partir desta quinta-feira (1º), o atendimento clínico em duas das quatro Unidades de Pronto Atendimento (UPA) da Capital. A decisão foi tomada após ser constatada uma diminuição no número de casos da Covid-19, o que possibilita, neste momento, a retomada dos atendimentos clínicos.

Após reunião nesta terça-feira (29), entre a secretária Executiva de Saúde, Rossana Sá, e representantes das direções das quatro unidades, ficou decidido que as UPAs dos Bancários e de Cruz das Armas irão voltar a realizar atendimentos clínicos, tanto para adultos como para pediatria.

“O motivo para essa retomada nos atendimentos clínicos nas UPAs dos Bancários e de Cruz das Armas se dá justamente pela diminuição dos casos e das internações de pacientes com Covid-19, possibilitando à população novas portas de entrada para atender casos de urgência e emergência. Tudo isso fez com que nós tomássemos essa decisão neste momento”, revelou a diretora de Atenção à Saúde da SMS, Rayanna Coelho.

Atendimento Covid-19 – Os atendimentos para Covid-19 deverão ficar sob a responsabilidade das UPAs Oceania e Valentina Figueiredo, que já vêm prestando esse tipo de serviço como unidades de referência. Lembrando que, nos casos de Covid-19 que envolvem a pediatria, o Hospital do Valentina também presta o atendimento para este público.

UPA 24 horas – As Unidades de Pronto Atendimento funcionam 24 horas por dia, sete dias por semana, com portas abertas à população, dando boa resolutividade a grande parte das urgências e emergências do dia-a-dia, a exemplo de casos de pressão e febre alta, fraturas, cortes, infarto e derrame. As UPAS ajudam a diminuir as filas nos prontos-socorros dos hospitais, oferecendo uma estrutura simplificada, com raio-X, eletrocardiografia, pediatria, laboratório de exames e leitos de observação.

Quando o usuário chega às unidades, os médicos prestam socorro, controlam o problema e avaliam o diagnóstico. Os profissionais analisam se é necessário o encaminhamento do paciente para um hospital ou se deve mantê-lo em observação por um período específico.

wscom